PILATES NA GESTAÇÃO

Pilates na Gestação

Muitas mães têm algumas duvidas e alguns medos quanto a pratica de algum exercício físico durante a gravidez, então resolvemos escrever um pouco sobre o que acontece na gravidez e o que o pilates pode fazer em relação à mãe e ao bebê durante e após a gestação.

Desafio do core contra a gravidade trabalhando toda a cadeia posterior na barra torre do Cadillac

Durante a gravidez é comumente necessário para a mulher adaptar sua postura para compensar a mudança de seu centro de gravidade, como uma mulher faz isso? Será individual e dependerá de muitos fatores, como força muscular, extensão articular, fadiga e modelos de posição. Em uma mulher não grávida, o centro de gravidade está localizado na altura dos rins. Mas na gestante, o centro de gravidade torna-se mais anterior, forçando a coluna. Há uma tendência para o deslocamento para frente, devido ao crescimento do útero e ao aumento das mamas. Para compensar, o corpo projeta-se para trás, amplia-se

a base de sustentação, os pés se distanciam e a porção cervical da coluna alinha-se para frente, muitas vezes ocasionando as dores e desconfortos.

Durante a gravidez é comum reter mais liquido porque o seu corpo todo está passando por diversos processos hormonais, principalmente no ultimo trimestre onde devido ao aumento de água em todo o corpo e também por alterações bioquímicas e fisiológicas durante a gravidez.

Visando toda essas mudanças o pilates ele é indicado a partir do 3º mês de gestação onde o período embrionário passou e já temos um feto se formando correndo um risco menor de sangramento, dor, descolamento da placenta, por isso nunca se esqueça de avisar o seu médico quanto a pratica de exercícios durante o período da gravidez, os riscos com o pilates são quase que nulos desde que trabalhado com profissionais capacitados para atender e entender a fisiologia da gestante durante esse período identificando seus limites e a execução correta dos exercícios.

Todo e qualquer exercício no pilates será sempre executado junto com a respiração, não só em grávidas, mas a respiração nesse período irá ajudar no momento das contrações e na hora do parto caso a mãe opte pelo parto natural também, algumas funções pulmonares são afetadas devido ao “descontrole” do organismo neste período.

Daremos mais atenção a alguns grupos musculares devido a sua necessidade assim como o fortalecimento do assoalho pélvico visando uma melhor recuperação no pós-parto principalmente em partos normais, evitando principalmente as incontinências, fortalecimento abdominal para evitar a diástase, (distensão do músculo abdominal comum no pós-parto devido ao aumento da pressão intra-abdominal) problema que causa certo desconforto e diminuição da autoestima da mulher no pós-parto.

O alongamento será trabalhado visando uma melhora nas dores principalmente na região lombar e nervo ciático que é a que as gestantes mais reclamam.

O trabalho com o pilates tem que ter uma continuidade no pós-parto também após o período de resguardo e a liberação médica para voltar às atividades. Alguns estabelecimentos oferecem aulas da mãe com o bebê para que se fortaleça o vinculo entre eles no primeiro ano.

Imagens meramente ilustrativas.

Imagens meramente ilustrativas.

 

Para assistir vídeos acesse nosso canal pelo botão do Youtube ao lado e se inscreva.

Você Sabia ? Bola suíça não é original do Pilates.

Além do equilíbrio que o aluno deve ter, o tempo todo o core deve estar ativado para ajudar na estabilização da coluna assim conseguindo manter o controle do corpo em cima da bola.

Além do equilíbrio que o aluno deve ter, o tempo todo o core deve estar ativado para ajudar na estabilização da coluna assim conseguindo manter o controle do corpo em cima da bola.

Você sabia que a tão famosa bola de pilates, não é original do método?

O trabalho com a bola suíça é muito antigo, desde 1960, na Suíça (por isso bola suíça). Com 55 ou 65 cm de diâmetro, eram usadas inicialmente na Europa, para o tratamento de problemas ortopédicos, para aumentar a consciência somática e encorajar o desenvolvimento neurológico pediátrico

Originalmente, a bola não compõem o conjunto original de acessórios do Método Pilates. No método usa-se os clássicos exercícios de solo (mat), as máquinas ( reformer, cadilac, wall unit, ladder barrel, high barrel, fly moon, chair , ped-pull ) e o magic circle. Acessórios, como faixas elásticas, rolos e as bolas foram trazidos para o método somente na modernidade, há pouco tempo, como o intuito de incrementar os exercícios, em especial os de solo.
Praticar os exercícios do método pilates na bola não é simples. A bola, por ser tridimensional, exige equilíbrioEquilíbrio em 4 apoios e muita concentração do praticante, especialmente naqueles exercícios onde o mesmo fica sentado ou deitado sobre ela.

 

 

Pilates para terceira idade ?

Pilates para terceira idade ?

    Sim com certeza, o Pilates traz muitos benefícios para a terceira idade.

Todos nós sabemos que com o passar do tempo nossas funções vão diminuindo naturalmente já em uma pessoa ativa, imagina em um sedentário.

Pois é cada vez mais o Pilates está sendo indicado por vários profissionais da saúde para pessoas da terceira idade, justamente para que o idoso não corra o risco de ficar debilitado e dependente de outras pessoas por falta de mobilidade que é ocasionada principalmente pelo sedentarismo quando não por patologias ósseas, musculares e principalmente neurológicas.

Onde o Pilates entra?

O treinamento e/ou reabilitação através do método Pilates é utilizado nesses casos para atender a fragilidade de cada indivíduo, seja ela por falta de equilíbrio, postura, osteoporose, pós operatório com ou sem implantação de próteses ou mesmo para o aumento da qualidade de vida do idoso.

Essa foto foi tirada em uma aula onde oo foco era o trabalho de alongamento da parte posterior da coxa no aparelho de Pilates CADILLAC, fortalecimento da parte anterior fazendo uma extensão do joelho segurando a bola como resistência e o equilíbrio em cima do disco de equilíbrio.

Essa foto foi tirada em uma aula onde oo foco era o trabalho de alongamento da parte posterior da coxa no aparelho de Pilates CADILLAC, fortalecimento da parte anterior fazendo uma extensão do joelho segurando a bola como resistência e o equilíbrio em cima do disco de equilíbrio.

 

 

Os benefícios proporcionado pelo método são:

– Diminuição do quadro de osteoporose.

– Diminuição de dores crônica e aguda.

– Alívio de tensão em regiões propensas.

– Melhora da postura( através dos estímulos da aula e com o trabalho equilibrado entre força e alongamento).

– Melhora da flexibilidade no geral. 

– Melhora do equilíbrio.

– Aumento da autoconfiança. 

Nossa Aluna vem frequentando as aulas de Pilates com a instrutora fisioterapeuta Mayara Batista de Morais já a mais de 6 meses e vem sendo observado melhora na marcha , pois ela sentia muita dor no joelho após ter colocado uma prótese total no mesmo. Notou se a melhora do equilíbrio e dores no geral.

Alongamento de flexores do quadril ( no caso da perna que está em cima do Reformer) e de isquiostibiais ( no caso da perna que est no solo.

Alongamento de flexores do quadril ( no caso da perna que está em cima do Reformer) e de isquiostibiais ( no caso da perna que está no solo).

 

Pilates também no inverno? Sim

Pilates Corpo e Alma no Clima do Inverno.

Muito se sabe que a maioria das pessoas que não são adeptos de exercícios físicos e colocam obstáculos para fazer algum tipo de atividade física e muitos se perguntam na hora de pensar em iniciar a prática, sair de casa? fazer dieta? ir até o parque ou academia? meu deus está muito frio não consigo sair de casa, estou com dor no corpo todo.

Pois bem ⇓ ⇓ ⇓ ⇓ ⇓

pilates no inverno

Isso mesmo muitos não conhecem o benefício da atividade física e muito menos conhecem quando praticada durante o inverno e ou dias mais frios, principalmente quando encontra-se dores nas articulações que é comum ouvir reclamações com a baixa da temperatura.

“Além disso, há uma tendência de menor mobilização articular, devido a diminuição de atividades como caminhar, ocasionando menor lubrificação articular. Com a insuficiência da cartilagem, associada a uma variedade de condições como sobrecarga mecânica (esforço sobre a articulação), alterações bioquímicas da cartilagem e membrana sinovial (comuns em algumas doenças reumáticas) e fatores genéticos, as dores tendem a aumentar.

Durante o inverno, devem-se realizar exercícios físicos principalmente com o objetivo de minimizar o desconforto provocado pelas dores articulares e melhorar a qualidade de vida. O ideal é manter uma atividade de, no mínimo, 30 minutos. Porém, alguns cuidados precisam ser tomados nos dias frios, como aquecimento e, de preferência, todos exercícios devem ser supervisionados por um profissional qualificado, já que é preciso desenvolver movimentos específicos, não podendo ser realizados inadequadamente.

O Pilates é uma excelente técnica para prevenir e tratar essas dores, bem como obter um bom condicionamento físico. Além de proporcionar uma maior percepção corporal, melhora do equilíbrio, aumento da flexibilidade e melhora da auto-estima nos idosos”.

                                                                 (fonte:http://www.instpilates.com.br/saude-da-coluna/dor-corpo-inverno/).

Respondendo ao título, sim Pilates também no inverno porque além do aluno e/ou paciente ter um lugar fechado com temperatura ambiente e bem preparado, o mesmo está amparado com profissionais acompanhando de perto e com uma gama de exercício escolhidos individualmente para cada tipo de aluno de acordo com sua capacidade, esse tipo de atendimento qualificado e com estrutura a altura você encontra aqui no Estudio de Pilates Corpo e Alma localizado em Santo André na rua das Figueiras, 474 bairro Jardim

SIGA O EXEMPLO DO NOSSO ALUNO ACÍDUO QUE NÃO TEM MEDO DE FRIO ⇓ ⇓ ⇓ ⇓ ⇓⇓ ⇓ ⇓ ⇓ ⇓⇓ ⇓ ⇓ ⇓ ⇓⇓ ⇓ ⇓ ⇓ ⇓

Pilatesando no Frio